Historicamente, feminismo é como se chama o movimento de mulheres unidas em prol da igualdade social, econômica e jurídica.

Portanto, feminismo não é o contrário direto de machismo – crença na superioridade masculina – mas um movimento que tenta igualar as condições de ambos os gêneros.

Como os problemas de uma sociedade transformam-se com o tempo, o feminismo também teve de se transformar. Por isso alguns historiadores dividiram-no em três ondas: a primeira buscava pelo sufrágio universal, já alcançado na maior parte do mundo.

A segunda onda, por volta dos anos 60, lutava pela igualdade legal e social das mulheres – diferenças salariais, direito a ocupar lugares considerados masculinos, igualdade perante a lei, etc.

Por fim, a terceira onda, vista como uma continuação e ao mesmo tempo correção da segunda, surge por volta dos anos 90, expandindo as demandas anteriores que eram voltadas para as necessidades de mulheres brancas de classe média.

A terceira onda defende, portanto, movimentos pautados na micropolítica, com as várias ramificações, todos lutando pela libertação da mulher em diversos âmbitos.

#Pracegover #pratodosverem na imagem temos do lado direito superior o logo do Idis e no lado esquerdo inferior o texto: feminismo, o que é? Ao fundo, mulheres comemorando.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©2020 Idis - Instituto pela Diversidade e Inclusão no Setor de Seguros | by Cloudbe

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?